Marvel e DC | Melhores e piores filmes das franquias em 2016

postado em: Curiosidades | 2

Muita calma, gente! Não foi a Coleções e Mais que ranqueou os piores e melhores filmes das franquias Marvel e DC em 2016, um ano que, por sinal, alimentou uma enorme expectativa no universo do cinema. Para chegarmos às posições de cada filme consultamos alguns dos mais engajados portais de conteúdo e crítica: omelete.com.br, rottentomatoes.com, metacritic.com, businessinsider.com e rollingstone.com.

Confira os três piores, de acordo com a crítica:


#1 – Esquadrão Suicida


joker Marvel e DC | Melhores e piores filmes das franquias em 2016Iniciamos com uma obra de David Ayer. Esquadrão Suicida foi um dos filmes mais esperados pelo público no ano passado, se posicionando entre um dos dez com maior bilheteria em todo o mundo. Entretanto, a expectativa, segundo a crítica, não foi correspondida. O filme se passa nos Estados Unidos, e, após a chegada do Superman, a agente Amanda Waller decide que o governo americano precisa de uma equipe própria de metahumanos para proteger e combater possíveis ameaças. Para isso, alguns dos vilões presos são escalados para algumas missões, a fim de diminuírem suas penas.

O posicionamento abaixo do esperado, segundo a visão da crítica especializada, pode se dar em virtude da enorme expectativa em torno da obra, que foi criada para ser um grande blockbuster para superar Batman Vs Superman. Pela quantidade de vilões envolvidos, esperava-se mais situações de confronto, humor sádico e ação. O filme foi considerado meio água com açúcar. Foi considerado o pior.


#2 – X-Men: Apocalipse


x-men-apocalipse-critica-e1484190433905 Marvel e DC | Melhores e piores filmes das franquias em 2016X-Men: Apocalipse também ficou entre um dos piores, se assim podemos dizer. Primeiro X-Men da história, Apocalipse, um mutante original, retorna após milhares de anos para reforçar sua supremacia e destruir com a humanidade. Ele seleciona, para o ajudar, quatro cavaleiros: Magneto, Tempestade, Anjo e Psylocke. Pertencente ao outro lado da força, o professor Charles Xavier conta com alguns novos seguidores, como Jean Grey, Ciclope e Noturno, além de outros também conhecidos, como Mercúrio, Fera e Mística.

Um dos pontos negativos apontados pelos especialistas é na imagem bem menos ameaçadora transmitida pelo grande vilão. Apocalipse, no filme, transparece certa fragilidade. Além disso, o fato de ele querer insistentemente exterminar com a humanidade não é claramente justificável. Nem mesmo a traição sofrida no passado, e exposta no início da obra, parece ser suficiente para que ele acabe com o mundo. Esperava-se mais. É o segundo pior.


#3 – Batman Vs Superman – A origem da justiça


vsjBeMPZtyB7yNsYY56XYxifaQZ-e1484190400905 Marvel e DC | Melhores e piores filmes das franquias em 2016Batman Vs Superman – A origem da justiça é o terceiro pior filme, de acordo com os críticos. Dirigido por Zack Snyder, o filme retrata, basicamente e de forma bem direta, a disputa pela hegemonia entre o vigilante de Gotham City, o Batman, e o chamado Homem de Aço, o Superman. Enquanto isso, uma forte ameaça surge, colocando a população num risco jamais vivido antes. Nesse contexto, cria-se o questionamento: que tipo de super-herói o mundo realmente necessita?

A crítica apontou como destaque negativo de Batman Vs Superman – A origem da justiça o fato de equipe ter reduzido o filme em comparação com a versão original, o que gerou, de certo modo, um empobrecimento no roteiro, que se limitou às cenas de ação e confronto. Segundo os sites especializados, faltou o desenvolvimento dos personagens e da trama, como um todo.

Confira os três melhores, de acordo com a crítica:


#3 – Deadpool


deadpool-2-boyfriend-pic1-e1484190712559 Marvel e DC | Melhores e piores filmes das franquias em 2016Dirigido por Tim Miller, Deadpool é Wade Wilson, que, após ser diagnosticado com câncer, fazendo com que, na luta pela vida, ele se inscreva num programa clandestino que catalisa os genes de uma pessoa para que a mutação aconteça em seu DNA. O processo não funciona exatamente como Wade esperava e, além lhe dar o poder de cura e certa instabilidade emocional, desfigura toda a pele de seu rosto, fazendo com que ele parta em busca de vingança contra o responsável pelo procedimento.

Dotado de um humor ácido e muitas vezes nonsense, o longa se destaca, segundo a crítica, justamente pela quantidade de piadas inseridas em cenas mais sóbrias e a chamada quebra da quarta parede, que se dá quando o personagem dialoga com o leitor – no caso, com o espectador. De cidadão comum a anti-herói, Deadpool foi escolhido como o terceiro melhor filme da lista.


#2 – Dr. Estranho


Doutor-Estranho-Benedict-Cumberbatch-Marvel-MonsterBrain-e1484190543672 Marvel e DC | Melhores e piores filmes das franquias em 2016Dr. Estranho, do diretor Scott Derrickson, conta a história do neurocirurgião Dr. Stephen Strange, que, após um grave acidente de carro, perde os movimentos das duas mãos. Isso faz com que ele, sem recursos com a medicina convencional, busque amparo num local extremamente improvável: o enclave Kamar-Taj, onde, além de se curar, adquire poderes mágicos. Kamar-Taj é como uma linha de frente de combate ao mal. A partir de então, Scott tem de escolher entre retomar sua bem-sucedida vida ou defender o planeta como o maior dos feiticeiros existentes.

O filme alcançou a segunda colocação em virtude, principalmente, da fidelidade com as histórias em quadrinhos da Marvel, a origem do personagem. Além disso, a interatividade e o jogo de ação foi considerado pela crítica como algo diferente do que geralmente é produzido entre os filmes do mesmo gênero. Principal ponto da obra: preciosismo técnico. Ultrapassou as expectativas da crítica.


#1 – Capitão América: Guerra Civil


capitao-america-vs-homem-de-ferro-guerra-civil Marvel e DC | Melhores e piores filmes das franquias em 2016Na primeira colocação está o aclamado Capitão América: Guerra Civil. Dirigido por Anthony Russo e Joe Russo, a obra, de forma concisa, é um embate direto entre Capitão América e Homem de Ferro. Cada um com um quadro de fortes parceiros também heróis, ambos brigam, basicamente, por um posicionamento político. Com o governo buscando o cadastro dos super-heróis, para que haja um maior controle das ações, a trama coloca Homem de Ferro, a favor da ação do governo, e Capitão América, totalmente contra. Daí nasce uma guerra alucinante.

Apesar das pitadas de humor, o filme nada tem ligação com a comédia. Tem como destaque principal os emblemáticos embates e o jogo de ação de cada personagem. Como a maioria das produções da Marvel, não traz à tona a fidelidade absoluta das histórias em quadrinhos – inspiração para o longa -, mas surpreende e muito. Outro ponto de destaque no filme é que, apesar de haver dois lados, o roteiro não sugere uma das forças como a certa e a outra como errada – não se define quem é do bem ou do mal. Propondo uma reflexão até política, se assim pode-se dizer, a obra é considerada uma das mais maduras da franquia. E você, já escolheu seu time?

Posts Relacionados

2 Respostas

  1. […] isso? Vale a pena assistir TODOS os filmes da DC (segredo nosso, não vai sair espalhando). Clique AQUI e confira em nosso post algumas dicas e análises da crítica sobre alguns dos filmes do […]

Deixe uma resposta